quinta-feira, 23 de abril de 2009

Inevitável...

Sempre que passava na frente do prédio onde aquele morava, ele se lembrava dela.

6 comentários:

  1. Nã adianta, há lugares, coisas, perfumes que nos remetem a situações e pessoas!
    É inevitável, essas lembranças apenas surgem, mesmo que não venhamos a querer...
    É inevitável!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. E nem sempre queremos evitar... muitas vezes a memória é tudo o que resta. E o que resta é TUDO.
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. E isso aterrorizava-o toda noite encostando a cabeça no travesseiro.

    ResponderExcluir
  5. . mais fazer o que , inevitável é não lembrar dela nem se quer um minuto!

    [achei esse blog maravilhoso pelo UolK ;)]

    entra no meu : http://cigarretsandalcohol.zip.net

    ResponderExcluir
  6. Bom... voltei pro meu antigo blog... agora somos colegas de blogspot. apareça! abç!

    ResponderExcluir