quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Pressa de Amar

Hoje estou com pressa de amar
A mesma rocha voltou pro lugar
Com pressa de amar, com pressa de amar!
A mesma hora o mesmo lugar
Hoje a rocha voltou pra me amar
Com a mesma pressa daquele lugar
A hora passa e a rocha ta lá
Hoje a pressa parou pra amar.


*Poema publicado na "XV Antologia Poética Hélio Pinto Ferreira"

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Experimentalismo

O nosso entendimento das coisas se baseia no conhecimento que temos de mundo. Isto não é segredo algum. Já disseram que o falar é social. É necessário. O processo em si a produto final. Este é apenas uma conseqüência. A sustentação se torna plausível, porém, é deveras suscetível a erros. Mas tudo tem 50% de chance de dar certo e 50% de dar errado. (Talvez!) E, hoje, mais do que nunca (como sempre), arriscar é preciso. Afinal, qual a sua leitura de mundo? (...) Pois é, às vezes temos que ligar o "foda-se". Pronto! Falei.
(Após a peça “Manter em Local Seco e Arejado”, Cia. [ph2]: Estado de Teatro, São Paulo)

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

A trilha
Pela proximidade ao mar
Banhei-me de ilusão
Peixe de aquário
A ponto de me afogar
Nas profundezas da própria escuridão

No que parecia o último suspiro
O globo completou seu giro
Da lama começou a se afastar
Revelando a chama que mantinha
E acendendo as tochas pela trilha

O próximo oceano para mergulhar
Incandescente, alquímico
Com indizível força de atração
A partir do ponto onde os mares não se misturam...
Evapora a diferenciação

Todas as cores em uma só
Momento presente em todos os momentos
Quando ultrapassar a última fronteira
Tão distante da inicial poeira
Serão escritas as últimas palavras


Escrito em 18/09/2008

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Chover-se

Fenecer-se aos poucos até findar-se não é um caminho muito nobre! (...) Estou aprendendo a amar novamente... Ou melhor, deixando-me amar novamente! (...) Liberdade para caminhar com as próprias pernas (alguém já disse isto!). Não é fácil. Fato! Mas, temos que tentar. (...) Até quando lutar por um alguém vale a pena? O tempo passa... A gente passa... A vida passa! (...) Eu li um dia desses que "o amor é um eterno recomeçar. Cada novo amor é como se fosse o primeiro e o último." Enfim... Dê-se o luxo de deixar-se amar! Nada mais.