quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Qual fragrância você guarda?


Ela sempre teve a vontade de entregar um bilhete de amor para uma daquelas paixões momentâneas que a gente sempre tem numa de nossas viagens diárias de ônibus. Certo dia, o fez! Mais tarde, descobriu que um dos bolsos duma mochila qualquer, que já não era mais simplesmente uma mochila qualquer, cheirava a chocolate. Chocolate ao leite.


"What is there to know?
All this is what it is
You and me alone
Sheer simplicity"
(Know-how - Kings of Convenience)


domingo, 17 de junho de 2012

Metade

Ela queria o meio de tudo
O meio da cama
O meio do sossego
Pois ela era uma parte caos e a outra paz
Um lugar que procurei e encontrei, mas...
E aí?
Metade caos
Metade de mim
Metade paz
Talvez sim
Talvez o fim

quarta-feira, 23 de maio de 2012

#Microconto


“O índio acordou assustado, não via as estrelas, ao seu redor rios e árvores de pedra.”

Uma reflexão feita no outono de 2010...

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Fragmentos II

Colocar-se do outro lado é sempre difícil, mas, quando se consegue, é quase notável o peso do quinhão que o outro carrega.