quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Banho de Mar

À espera de inspiração
Ela não chega
Amanhece desavisada
Disfarçada, obrigada a ser o que não é

Na bagagem feita às pressas não há meias nem calças
Nada
A própria mala é a bagagem
Livre, entregue às distâncias e substâncias
Juntas compõem o sopro do ar na areia

Não espero mais o momento eterno
Vou continuar a rabiscar
Areia

6 comentários:

  1. Oi adorei teu blog. Faça uma visita e seja mais um membro do nosso, você é nosso convidado especial. http://poetarenatodouglas.blogspot.com/

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Oi querido Pensador!!!

    Agradecendo a visita e o comentário certeiro sobre o meu texto.
    O que dizer sobre o Banho de Mar?
    Posso dizer que você transpôs pra poesia sensações minhas que eu mesma não conseguiria relatar. Por isso, Perfeito!
    Beijo da Rose

    ResponderExcluir
  3. olá, muito legal seus poemas e reflexões! vale a pena conferir seus post ;D

    ResponderExcluir
  4. olas...

    curti muito seu poema...

    e refletindo... a busca pela eternidade não é prazeroso, mas pelo momento sim...

    abços

    ResponderExcluir
  5. muito bom seu poema... bem criativo e sentimento.

    parabens

    ResponderExcluir
  6. divulgando:

    http://ciacubo.blogspot.com/

    abços

    ResponderExcluir